Frente Mineira divulga manifesto contra o desmonte dos serviços públicos



A Frente Mineira em Defesa do Serviço Público realizou, na última terça-feira (06), uma reunião que teve como pauta a PEC 32/2020, que trata sobre a Reforma Administrativa. Depois de destacados os pontos principais da Proposição de Emenda à Constituição, os participantes discutiram sobre o trabalho de mobilização a ser realizado junto aos parlamentares e de estratégias de enfrentamento à proposta do governo.

Na oportunidade, foi redigido o Manifesto contra a Reforma Administrativa, classificando-a como “destruição do serviço público e dos direitos dos servidores”.

No documento, as entidades que compõem a Frente Mineira salientam que a proposta do governo prevê o fim da estabilidade dos servidores e do concurso público, permitindo o clientelismo; institui o princípio da “subsidiariedade” na administração pública, liberando a terceirização e a privatização em todo os órgãos públicos; e abre espaço para a prática das chamadas “rachadinhas” e a corrupção no setor público. “Enfrentar e combater essa proposta é dever de todos que desejam e precisam de uma Administração Pública honesta, transparente e competente”, defende.

Clique Aqui para ler a íntegra do manifesto

Da assessoria de imprensa, Caroline P. Colombo com o Sitraemg